• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Empresas de RH assinam com Pacto para inclusão de jovens negros em programas de estágio e trainee
  • capa face mpt
  • PTM santos
  • IMOVEL1

Empresas de RH assinam com Pacto para inclusão de jovens negros em programas de estágio e trainee

Projeto nacional do MPT, o Pacto assinado com as empresas de recrutamento pretende aumentar a contratação de jovens negros em programas de estágio e trainee

O Ministério Público do Trabalho (MPT) em São Paulo reuniu, no dia 28, empresas e consultorias de RH para assinatura de Pacto da Inclusão Social de Jovens Negras e Negros no Mercado de Trabalho, especificamente na área de estágio e trainee.

O documento foi apresentado pela procuradora do Trabalho e coordenadora regional da Coordigualdade (Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidade e Eliminação da Discriminação no Trabalho), Valdirene de Assis, e assinado por empresas e entidades que apoiam e criam projetos para a inclusão de pessoas negras no mercado de trabalho, entre elas o Instituto Identidades do Brasil (ID_BR), Instituto Empodera, Cia. de Talentos, 99JOBS, EmpregueAfro Diversidade, CIEE e Nube.

O Pacto - que faz parte do Projeto Nacional de Inclusão de Jovens Negras e Negros e foi elaborado pelo MPT em conjunto com mais de 10 instituições e entidades dos movimentos negros, tem como objetivo promover a inserção deste segmento da população no mercado de trabalho, uma vez que a discriminação racial dificulta e cria obstáculos para essa inclusão. As instituições que aderem ao Pacto passam a fazer parte da rede de inclusão constituída por entidades dos movimentos negros, empresas, sindicatos, universidades, organizações sociais e governamentais. O documento possui diretrizes gerais tanto para as empresas signatárias quando para o próprio MPT, a Organização Internacional do Trabalho (OIT) e as organizações não-governamentais da sociedade civil que dele fizerem parte.

Valdirene de Assis abriu a reunião apresentando o projeto e ressaltou o papel das empresas de consultoria em Recursos Humanos na defesa da inclusão social de jovens negros e negras nos processos de seleção nas áreas de trainee e estágio, bem como o papel do MPT de acompanhar e ajudar a alcançar os objetivos intencionais da assinatura do Pacto "A Função (das áreas das empresas presentes) é fomentar a inclusão, capacitação e abertura das empresas para os jovens negros e negras no RH, e a do MPT é ajudar a alcançar os resultados dessas inclusões" conclui a procuradora, que também é a coordenadora do projeto.
Após a exposição da procuradora, os representantes das empresas presentes puderam expor seus projetos relacionados ao tema, que variam desde cursos de línguas para estudantes à processos seletivos para negros e negras.

Eduardo Migliano, um dos fundadores da 99Jobs, destacou a criação do curso Hello Words voltado para o público jovem e negro que tem o apoio e outras empresas, como a Danone e a Natura; bem como o programa Trampa Comigo, em parceria com o ID_BR, que teve início em agosto no Fórum Sim à Igualdade Racial 2019, com a oferta de 45 vagas dirigidas para negros em 15 empresas distintas. De acordo com Eduardo, esses programas visam a inclusão mais capacitada dos jovens negros e negras no setor de estágio e demais áreas "Desde 2018 nós temos batido mais forte na questão de inclusão - o que chamo de justiça social - para melhor inclusão de negros e negras no mercado" conclui. Ao assinar o Pacto, Eduardo afirmou: "Vamos usar nossa curadoria de conteúdo, e outros diferenciais como a tecnologia avançada e nossa expertise em criar processos customizados, a fim de contribuir com esse projeto".

Lara Prado, sócia da Cia. de Talentos, comentou que os programas de inclusão da população negra no mercado de trabalho estão recebendo mais abertura por parte das empresas: "Entre nossos clientes, notamos que temos um número maior de acessos desses jovens no mercado e nos projetos".

O Instituto Empodera, representado por Ana Minuto, destacou o projeto "Conexão", que viabiliza encontros com empresas para que os jovens negros expliquem quais são os desafios que enfrentam ao procurar emprego no país. "Essa conscientização de gestores é necessária pois, muitas vezes, falta compreensão sobre as formas nas quais o racismo de manifesta". O Instituto Empodera mantém processo seletivo coletivo com empresas como Google, Twitter, Beringer e Natura, em que as empresas, por exemplo, não exigem dos participantes do processo seletivo o conhecimento da língua inglesa.

Por fim, Felipe Oliveira, representante do ID_BR, abordou o contínuo movimento da empresa em prol da inclusão de negros e negras no mercado de trabalho e afirmou que contribuir com o Pacto de Inclusão é extremamente importante; "As empresas necessitam aprimorar o ambiente corporativo cada vez mais, no sentido de respeitar a diversidade, desenvolvendo a empatia com as lideranças, gerando o engajamento desses líderes dentro dessa temática, para que o assunto "diversidade" se torne, de fato, um pilar estratégico do negócio, com autonomia e independência.

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos