• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Seminário Além da Cota, promovido pelo MPT, apresentou boas práticas de inclusão
  • 20 de novembro
  • edital atualização
  • COMUNICADO PORTARIA 2132
  • peticionamento eletronico DTI
  • BRASILIT BANNER
  • Nano

Seminário Além da Cota, promovido pelo MPT, apresentou boas práticas de inclusão

São Paulo, 27 de setembro – O Seminário “Além da Cota: Em defesa dos direitos da pessoa com deficiência ao trabalho”, promovido pela Coordenadoria de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho (Coordigualdade) do MPT em parceria com o Espaço Cidadania,  reuniu trabalhadores, empregadores, poder público e movimentos sociais em 3 mesas de debates para esclarecer sobre o direito das pessoas com deficiência ao trabalho.

Ao abrir os trabalhos, a procuradora do Trabalho e coordenadora nacional da Coordigualdade, Keley Vago Cristo, parabenizou a iniciativa e agradeceu aos presentes pela participação na luta pela inclusão das pessoas com deficiência na sociedade. “Em nome da Procuradoria Geral do Trabalho, parabenizo o MPT em São Paulo pelo protagonismo enorme em todas as questões relativas a promoção da igualdade e dizer que nos orgulha muito ver que a sociedade civil, governo, entidades representantes de questões relativas à pessoa com deficiência e entidades representativas dos trabalhadores estejam juntos para discutir esse tema tão importante para que a inclusão seja uma meta de todos nós como sociedade, e para que possamos evoluir rumo à concepção real dos direitos das pessoas com deficiência”.

Para a coordenadora regional da Coordigualdade em São Paulo, Valdirene de Assis, a união de esforços entre as entidades que tratam do tema é essencial para que aconteça uma mudança na realidade do dia a dia da pessoa com deficiência. “Esta atuação de hoje faz parte de uma das ações que realizamos dentro do Projeto nacional de inclusão e Acessibilidade para Pessoas com Deficiência ou Reabilitadas, e só se faz possível com o a colaboração dos parceiros aqui presentes e do público participativo, a quem agradecemos a presença e colaboração. A inclusão de pessoas com deficiência no mercado de trabalho é uma parte importante para a promoção da inclusão social dessa população”.

Também participaram da mesa de abertura Carlos Aparício Clemente, coordenador do Espaço da Cidadania, e José Carlos Carmo, representando a Superintendia Regional do Trabalho em São Paulo.

Ao longo do evento, temas como o direito ao trabalho, o direito à cidadania, o cumprimento da Lei de Cotas e o enfrentamento das barreiras para garantia das condições de trabalho permearam as discussões, que foram acompanhadas por mais de cem participantes.

A primeira mesa teve como tema o “Papel do Poder Público na Inclusão da Pessoa com Deficiência no Trabalho”, sobre o qual falaram as especialistas Vanda Ferreira da Cruz, Juíza integrante da Comissão Permanente de Acessibilidade e Inclusão, do TRT2, e Marinalva S. Cruz, Secretária Adjunta da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência, com moderação de Marco Antonio Pellegrini, Ex-Secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência.

Já na mesa 2, sobre Ação Sindical em Relação ao Trabalho Decente para Pessoas com Deficiência no Brasil, teve como debatedores Ricardo Patah, Presidente da Central da UGT, Alex Sandro Ferreira da Silva, Secretário de Inclusão de Pessoas com Deficiência da Força Sindical São Paulo, e Isaias Dias, militante sindical bancário e representante da CUT no CONADE, com moderação de Yvy Karla Abbade, da Universidade Livre para Eficiência Humana (Unilehu), em Curitiba.

A última mesa abordou “Boa Práticas de Inclusão” e teve a participação de Thays Toyofuku, gerente de D&I na empresa JLL; Rosângela Fernandes Lyf, gerente de Diversidade e Inclusão, Atração e Seleção, Desenvolvimento, Talentos e Sucessão do Assaí, com moderação de Maria Vilma Roberto, do Instituto de Tecnologia Social ITS Brasil.

Para Carlos Clemente, coordenador do Espaço Cidadania e organizador do evento junto com o MPT, o encontro cumpriu seu propósito: “aqui se fez um espaço para discussão produtiva e também possibilitou que os exemplos de boas práticas já existentes fossem compartilhados com um público bastante diverso, de variadas áreas de atuação, o que pode possibilitar a ampliação do debate sobre o trabalho das pessoas com deficiência”, finalizou.

Isaias Dias, representante da CUT; Yvy Abbade, da Unilehu; Alex S.da Silva, representante da Força Sindical e Ricardo Patah, presidente da Central da UGT.
Isaias Dias, representante da CUT; Yvy Abbade, da Unilehu; Alex S.da Silva, representante da Força Sindical e Ricardo Patah, presidente da Central da UGT.

Vanda Cruz, juíza do TRT2; Marco Antonio Pellegrini, ex-secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Carlos Clemente, do Espaço Cidadania e Marinalva Cruz, secretária adjunta da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.
Vanda Cruz, juíza do TRT2; Marco Antonio Pellegrini, ex-secretário Nacional dos Direitos da Pessoa com Deficiência; Carlos Clemente, do Espaço Cidadania e Marinalva Cruz, secretária adjunta da Secretaria Municipal da Pessoa com Deficiência.

Rosângela Lyf (Assaí), Maria Vilma Roberto (ITS Brasil) e Thays Toyofuku (JLL)
Rosângela Lyf (Assaí), Maria Vilma Roberto (ITS Brasil) e Thays Toyofuku (JLL)

 

Marta Gil fala sobre boas práticas
Marta Gil fala sobre boas práticas

Legenda zero
Legenda zero

 

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos