• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Evento sobre diversidade marcou Dia da Visibilidade Trans
  • cartaz 2
  • Carrossel.maio18
  • peticionamento eletronico DTI
  • AVISO TELEFONIA2

Evento sobre diversidade marcou Dia da Visibilidade Trans

Ao lado de profissionais trans que expuseram suas trajetórias profissionais e pessoais, procurador-geral do MPT reafirma proposta de desenvolver projeto nacional de inclusão de pessoas trans no mercado de trabalho  

São Paulo – Durante evento promovido pelo Banco do Brasil e pela produção do espetáculo "L´O Musical” para marcar o Dia da Visibilidade Trans, 29/2, o procurador-geral do Ministério Público do Trabalho, Ronaldo Fleury, falou aos presentes sobre o acordo de cooperação com a Organização Internacional do Trabalho (OIT) para promover a inclusão de pessoas trans no mercado de Trabalho, e anunciou a possibilidade de expansão para todas as federações do Brasil.

“Uma das áreas principais de atuação do MPT é a promoção de igualdade e dignidade no trabalho, e esta parceria com a OIT nos alegra muito, pois irá possibilitar o desenvolvimento de um projeto nacional de formação profissional para pessoas trans, que ao final irá possibilitar a inclusão social e o exercício de plena cidadania para essa comunidade”, disse Fleury ao se juntar aos debatedores convidados. “Não queremos só garantir que as pessoas trans tenham emprego, mas que sejam incluídas plenamente, que tenham alegria e sejam respeitadas no seu trabalho”, afirmou

Com mediação de Lam Matos (coordenador nacional do Instituto Brasileiro de Transmasculinidades), os profissionais trans Edna Araújo (operadora de caixa no Carrefour), Ju Bacelar (profissional de cinema), Maitê Schneider (atriz) e Marcela Bosa (gerente do Banco do Brasil), expuseram os desafios que enfrentaram nos campos pessoal e profissional para conseguirem se estabelecer com reconhecimento e dignidade na atividade que desenvolvem.

Lam Matos citou pesquisa que aponta que 90% das pessoas trans está na prostituição, mais de 60% não terminaram o ensino médio e a expectativa de vida é de 35 anos. Para Ronaldo Fleury, “esses dados mostram que esse é um dos grupos vulneráveis mais discriminados em nossa sociedade - penso, o mais discriminado -, especialmente no mercado de trabalho. Precisamos mudar essa realidade”.

Os procuradores do Trabalho Valdirene de Assis e Sofia Vilela, respectivamente coordenadora e vice coordenadora nacional da Coordigualdade (Coordenadoria Nacional de Promoção de Igualdade de Oportunidades e Eliminação da Discriminação no Trabalho); Elisiane Santos, vice - coordenadora regional da Coordigualdade em São Paulo; Rafael Dias Marques e Gustavo Accioly também participaram do evento ao lado de Thaís Dumêt Faria, técnica em Princípios e Direitos Fundamentais no Trabalho da OIT; Denise Prado, diretora de Cultura da Câmara de Comércio e Turismo LGBT do Brasil; Elisa Lucinda, atriz da peça “L, O Musical”, representante do grupo Accor e convidados em geral.

Projeto – O MPT em São Paulo e a OIT promovem curso básico de ajudante cozinha para transexuais e travestis. A primeira turma formou-se em dezembro de 2017, com   30 alunos mulheres e homens trans. O MPT viabilizou economicamente a capacitação por meio de reversões de multas e dano moral coletivo de empresas que cometeram ilegalidades trabalhistas. Os valores são repassados à OIT por meio de um acordo de cooperação firmado entre ambos 2016, que prevê a canalização de recursos para projetos destinados a promover  a inclusão de trabalhadores em situação de vulnerabilidade no mercado de trabalho, em todo o país.

O trabalho em condições dignas é  fundamental para a superação da pobreza, a redução das desigualdades sociais, a garantia da governabilidade democrática e o desenvolvimento sustentável.

A próxima fase do projeto irá acompanhar as formandas e formandos no processo de inserção no mercado de trabalho formal e sistematizar e avaliar a experiência, com perspectivas de formação de novas turmas em 2018 e expansão para todo o Brasil.

Procuradores e convidados na platéia
Procuradores e convidados na platéia
    
Ronaldo Fleury e debatedores
Ronaldo Fleury e debatedores

 

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos