• denuncias
  • peticionamento
  • Mediação
  • administracao publica
  • fraudes trabalhistas
  • liberdade sindical
  • meio ambiente
  • promocao igualdade
  • trabalho escravo
  • trabalho infantil
  • trabalho portuario
  • mov procedimentos
  • autenticidade de documentos
  • Prêmio MPT de Jornalismo tem 542 trabalhos inscritos
  • cacau abre
  • COMUNICADO PORTARIA 2132
  • peticionamento eletronico DTI
  • AVISO TELEFONIA2
  • aviso horário 2019
  • edital jovem aprendiz

Prêmio MPT de Jornalismo tem 542 trabalhos inscritos

O Prêmio MPT de Jornalismo conta com 542 trabalhos participantes, que concorrem a R$ 360 mil. Ao longo de 115 dias de inscrições, 367 usuários se cadastraram no site e fizeram upload das reportagens nas sete categorias: 199 em jornalismo impresso, 117 em webjornalismo, 77 em emissoras de televisão, 66 são trabalhos de fotojornalismo, 40 matérias foram veiculadas em emissoras de rádio, 26 em revistas impressas e 17 em mídias sociais. Haverá ainda menção honrosa para repórter cinematográfico.

As Unidades da Federação com maior número de inscrições são São Paulo (99), Distrito Federal (59), Rio Grande do Sul (49), Minas Gerais (36) e Rio de Janeiro (33). Os prêmios são regionais e os vencedores de cada regional concorrerão ao prêmio nacional na categoria.

A partir de agora, todos os trabalhos inscritos passarão por uma triagem, realizada pela empresa Promolegis, para averiguar se foram cumpridos os requisitos exigidos no prêmio. Entre os critérios a serem observados estão os formatos e extensões permitidas pelo regulamento e a adequação ao tema. Os trabalhos inscritos devem tratar de um dos oito temas de ação do Ministério Público do Trabalho (MPT) – “fraudes nas relações de trabalho”; “trabalho escravo contemporâneo”; “trabalho infantil”; “discriminação de gênero, cor e pessoas com deficiência”; “meio ambiente do trabalho”; promoção da liberdade sindical”; “trabalho portuário e aquaviário”; e “irregularidades trabalhistas na administração pública”.

Depois desse crivo, os jurados regionais começarão a avaliar cada trabalho. Para garantir a imparcialidade nos julgamentos, a análise será cruzada. Os jurados de uma região avaliarão os trabalhos de outra, que não a sua de origem. Essa etapa está prevista para terminar no dia 30 de setembro.

Os vencedores da fase regional, em cada categoria, vão automaticamente para a etapa nacional – de 1o de outubro a 14 de novembro – de onde sairão os vencedores nacionais.

A cerimônia de premiação está prevista para o dia 11 de dezembro, em Brasília.

Acompanhe as informações sobre cada etapa no nosso Facebook: https://www.facebook.com/premiomptdejornalismo?ref=hl

Imprimir

  • banner pcdlegal
  • banner abnt
  • banner corrupcao
  • banner mptambiental
  • banner radio
  • banner trabalholegal
  • Portal de Direitos Coletivos